Quarta-feira, 16 de Abril de 2014
  
  Login




  Anterior   |   Próximo   |   Voltar ao Índice   |
Visualizando Municípios: 62 total  


 CANUTAMA



Aspectos Históricos
Canutama denominou-se nos seus primórdios Nova Colônia de Bela Vista. Foi fundada por volta do ano de 1874, por Manuel Urbano da Encarnação.
A denominação Canutama “procede, segundo antigos habitantes, do fato de um índio de Tapauá vir com outros à viração de tartarugas e tracajás, e ai ter cortado o pé, exclamando: Canutama, Canutama, que tem por significado, pé cortado”.
Em 26.05.1879, a Lei nº 436, institui o povoado de Nova Colônia de Bela Vista, sob a invocação de Nossa Senhora de Nazaré.
Em 22.10.1891, pela Lei nº 22, o povoado de Nossa Senhora de Nazaré, foi elevado a vila, com sede no Lugar de Canutama. O município, formou-se, então, por efeito da mesma lei, com território desmembrado do de Lábrea e com a denominação de Vila de Nossa Senhora de Nazaré compreendendo de um só distrito.
Em 03.09.1892, deu-se a instalação do município e do termo judiciário.
Em 1895, foi criada a Comarca de Canutama.
Em 1896 com território desmembrado do município de Lábrea, é criado o atual município de Canutama.
Na divisão administrativa de 1911, figura Canutama com oito distritos: Canutama, Abufari, Arimã, Caratiá, Itatuba, Nova Colônia, Nova Olinda e Tapauá.
Nos quadros da apuração do recenseamento de 1920, tem o mesmo número de distritos. Apenas alguns mudaram de nome, são os seguintes: Canutama, Assaituba, Itatuba, Nova Experiência, Nova Olinda, Paxiuba, Porto Alegre e Tambaqui.
Em 05.11.1921, pela Lei nº 1.126, suprimiu a Comarca de Canutama, cujo termo voltou a subordinar-se à Comarca de Lábrea.
Em 28.11.1930, pelo Ato Estadual nº 45, o município de Canutama foi suprido.
Em 06.02.1931, pelo Ato nº 234, deu-se o seu restabelecimento do Município de Canutama.
Em 1933, na sua divisão administrativa e territorial, o município de Canutama figura com um só distrito o de igual nome (Canutama).
Em 31.03.1938, pelo Decreto Estadual nº 69, a sede municipal foi elevada à Cidade.
Na divisão territorial fixada pelo Decreto-Lei Estadual nº 1.186, de 31 de dezembro de 1943, para vigorar no qüinqüênio 1944-48, Canutama figura com mais um distrito, o de Boca do Pauini, criado com parte do território desmembrado do município de Lábrea;
Comarca de Canutama foi restaurada pelo Decreto-Lei Estadual nº 1.186, acima citado.
Em 1944, de acordo com o Decreto-Lei Federal nº 6.550, o município de Canutama readquiriu para o distrito de igual nome parte do de Lábrea e perdeu o território do extinto Distrito de Boca do Pauini, que foi anexado ao distrito sede do município de Lábrea.
Em 1955, de acordo com a Lei Estadual nº 96, perdeu o distrito de Boca do Tapauá, cujo território passou a constituir o novo município de Tapauá.
Limites
• Município de Humaitá
• Estado de Rondônia
• Município de Lábrea
• Município de Tapauá
Localização: 3º Sub-Região – Região do Purus

Altitude: 30 m acima do nível do mar.

Área Territorial: 24.027 Km²

Temperatura Média: 36º C

Acesso: Via Fluvial

Distância
• Em linha reta entre Canutama e a Capital do Estado, 620 Km.
Atividades Econômicas

• Setor Primário
- Agricultura: predomina a cultura de mandioca, seguindo-se abacaxi, arroz, cana-de-açúcar, feijão, fumo e milho. Entre as culturas permanentes destacam-se o abacate, banana, laranja e limão.
- Pecuária: representada principalmente por bovinos e suínos, com produção de carne e leite destinada ao consumo local.
- Pesca: não tem significado econômico. É praticada para o consumo local. Há pacus, jaraquis, matrinxãs, sardinhas e branquinhas.
- Avicultura: representada pela criação de galinhas com produção de carnes e ovos voltada o consumo local. Registra-se também a existência de patos, marrecos e gansos.
- Extrativismo Vegetal: destaca-se como a sustentação econômica do município, com a exploração de madeira e borracha, em primeiro lugar, vindo a seguir: castanha e gomas não elásticas.

• Setor Secundário
- Indústrias: madeireira, produtos alimentares.
- Serviços: de utilidade pública.

• Setor Terciário
- Comércio: varejista.
- Serviços: hotel e supermercado.

Riquezas Naturais
•  A flora e a fauna de Canutama constituem, sem dúvida, grandes riquezas naturais, sobre tudo a primeira, na qual se destacam pelo seu valor econômico a seringueira e a castanha-do-pará.
Folclore
•  No mês de junho realizam-se as festividades em homenagem ao padroeiro da cidade, São João Batista.
Turismo

•  O rio Purus é muito sinuoso. Durante o inverno pode ser navegado por grandes embarcações no verão, todavia, só pode ser percorrido por canoas e batelões. No município de Canutama, recebe esse imenso rio (180 à 200 léguas), as águas do Tapauá.

 


  Anterior   |   Próximo   |   Voltar ao Índice   |
Visualizando Municípios: 62 total  


Copyright 2001-2013 © Biblioteca Virtual do Amazonas - Todos os Direitos Reservados.